Categoria: Dia-a-dia

Redacao18 de fevereiro de 2020
MQ-LEV.jpg

5min00

A sabedoria dos árabes ensina que adversidades podem criar grandes oportunidades, circunstância que a realidade, por vezes, confirma tanto na nossa vida pessoal como na existência em sociedade. Problemas nem sempre são obstáculos, e podem representar oportunidade de superação, evolução, e as ocorrências negativas se transformam no começo de grandes empreendimentos.

Olhando por essa ótica, em Santo Antônio o dilema da divisão territorial inspirou a articulação da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), para anular a Lei Estadual 10.403/2016, aprovada pela Assembleia Legislativa. Ressalte-se, lei extremamente prejudicial ao nosso município, que perderia parte de seu território. Devido ao desrespeito gritante na aprovação da Lei, sem a realização de um plebiscito, como determina a Constituição Estadual, restou ao Tribunal de Justiça do Estado (TJ-MT), tornar nulos seus efeitos, por prática de inconstitucionalidade, atendendo a ADI por nós ajuizada junto àquela corte.

Afora a vitória no Tribunal de Justiça garantir a integralidade territorial do município, terminou por salvaguardar mais outra preciosa conquista: a construção do Hospital Júlio Muller na extensão territorial de Santo Antônio do Leverger. Como os fatos demonstram, afora outros prejuízos, não fosse a luta que travamos, nosso município perderia o domínio do território sobre a área na qual se localiza a construção do Hospital Júlio Muller, na rodovia Palmiro Paes de Barros, que liga Santo Antônio à Cuiabá.

Assim sendo, além dos frutos colhidos na luta pela anulação da lei que previa a perda de parte do território, Santo Antônio será premiado com a edificação de uma obra de elevado porte e de suma importância para sua população e habitantes da região, que também vai impactar na arrecadação mensal de aproximadamente meio milhão de reais a mais para a prefeitura, um total estimado de cinco milhões por ano, como mostram estimativas preliminares.

Na data de 4 de fevereiro último o governo do Estado publicou o edital pela retomada da obra do novo Hospital Universitário Júlio Muller, com prazo para a licitação ocorrer em 13 de abril, com uma previsão de que o complexo seja entregue em três anos e meio. O novo hospital terá 228 leitos para internação, 63 leitos de UTI, 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios e 45 salas de exame, com atendimento 100% pelo Sistema SUS.

Nossa ação ocorreu pela necessidade de barrar a injustiça de uma medida, que não bastasse mutilar o território de Santo Antônio, traria prejuízos irreparáveis para nossa gente, como estamos constatando que perderíamos uma obra da magnitude do Hospital Júlio Muller, devido a sua construção numa área que perderíamos com a redivisão territorial.

E foi para defender nossa gente e os interesses maiores de Santo Antônio, que buscamos o apoio do deputado João Batista do PROS-MT, que compreendendo a injustiça e ilegalidade contra nossa cidade, sem hesitar abraçou corajosamente a luta para que nosso município não perdesse parte do seu território.

Em certa oportunidade, ao ser indagado sobre o que ele considerava mais essencial na vida, o sábio respondeu: “tomar atitude diante dos  problemas”. Pois, por causa da indignação com a mutilação do território de Santo Antônio, tomei a “atitude” de lutar para barrar uma injustiça contra nosso município e contra nosso povo. E para nossa felicidade, enquanto  um filho que ama sua terra, o enfrentamento trouxe resultados positivos para nossa cidade e nossa gente.

Por: Marcelo Queiroz

Marcelo Queiroz é ex-vereador, ex-secretário de infraestrutura de Santo Antônio de Leverger, Bacharel em Direito e atualmente é assessor parlamentar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.


Redacao18 de fevereiro de 2020
2905c6f30eb3b785de87763d669130c0.jpg

8min00

Quem vai pegar a estrada para aproveitar a folia deve manter a atenção redobrada no trânsito durante o período de carnaval. O alerta é da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet). Um levantamento feito pela instituição mostra que, em dez anos, mais de 58 mil pessoas se envolveram em acidentes de trânsito nas rodovias do país.

Entre 2010 e 2019, ocorreram 26.438 acidentes, com o envolvimento de 58.706 pessoas, uma média de 2,2 vítimas por registro. Segundo a Abramet, o levantamento, feito a partir do cruzamento de registros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), visa a alertar os motoristas a respeito dos riscos da falta de atenção e desobediência às normas de trânsito.

Em 2010, foram feitas 3.338 ocorrências desse tipo. Nove anos depois, o número baixou para 1.181. De acordo com a associação, apesar de o número de acidentes no período ter diminuído quase três vezes, os registros ainda são altos no carnaval.

“Do total de casos, a série histórica – de 2010 a 2019 – revela que 19.117 pessoas sofreram ferimentos leves ou graves e 1.411 morreram em decorrência da imprudência no trânsito. Somente em 2019, os dias de folia – de 1 a 6 de fevereiro – registraram 2.945 pessoas acidentadas. Desse grupo, 1.567 vítimas sofreram danos físicos ou perderam a vida, informou a Abramet.

Para a associação, durante o período de carnaval, a atenção tem que ser redobrada devido aos riscos de acidentes envolvendo pessoas que consumiram álcool. A mistura de álcool e direção é um dos temas prioritários da associação, que auxiliou com estudos na implementação da Lei Seca para os motoristas brasileiros.

“Ao longo dos últimos dez anos, aconteceram 1.506 episódios envolvendo motoristas sob efeito de álcool, que – como consequência – repercutiram em 3.292 vítimas. Desse total, 1.445 sofreram lesões corporais, em diferentes níveis, e 92 morreram. Em 2019, foram 149 vítimas com ferimentos e cinco mortes”, informou a Abramet.

Nos casos em que o motorista é pego por dirigir alcoolizado, a legislação de trânsito determina a aplicação de multa de R$ 2.934,70. Além disso, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será recolhida e outro condutor habilitado terá que retirar o carro do local.

Se o teor de álcool ficar entre 0,05 mg/l e 0,33 mg/l, o motorista responderá administrativamente. Se for maior do que 0,34 mg/l, ele deve ser levado imediatamente a uma delegacia e responderá também por crime de trânsito, cuja pena é de seis meses a três anos.

Recomendações

Além do alerta, a associação recomenda que os condutores estejam em boas condições físicas e mentais antes de pegar a estrada e façam uma revisão do veículo. O planejamento da viagem também é um fator importante para tornar o deslocamento mais seguro, evitando riscos.

Para auxiliar os motoristas, a Abramet elaborou uma lista com dez itens essenciais para condutores, passageiros e pedestres.

1. Confira se está tudo em ordem com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e cumpra sempre as restrições e observações descritas no seu documento;

2. Verifique se não há objetos soltos no interior do veículo e se tudo está devidamente acomodado, sem excesso de pessoas ou bagagens;

3. As bagagens deverão sempre ser acomodadas no porta-malas;

4. É fundamental que as crianças com até 10 anos de idade estejam acomodadas no banco traseiro do veículo e utilizando equipamentos de segurança apropriados para cada fase do seu desenvolvimento;

5. O motorista e os passageiros devem sempre estar usando o cinto tipo três pontos, inclusive no banco de trás;

6. Se for dirigir, não pegue a estrada com sono. Procure descansar antes da viagem dormindo pelo menos oito horas;

7. Interrompa a viagem periodicamente para descanso e exercícios, sobretudo em grandes deslocamentos. Longos períodos ao volante reduzem a eficiência do motorista e representam risco de acidentes devido à fadiga. O cansaço predispõe o motorista ao acidente;

8. Alguns medicamentos são capazes de apresentar efeitos colaterais, produzindo sono, torpor e reduzindo reflexos. Durante a condução de um veículo, ao usar um medicamento, tenha pleno conhecimento dos possíveis efeitos colaterais e efeitos adversos.

9. O uso do álcool é absolutamente condenado para quem vai dirigir. É necessário estar em pleno gozo das capacidades físicas e mentais. Mesmo uma dose pode comprometer esse estado de lucidez.

10. O uso de celular na direção de um veículo é proibido. A distração ocasionada pela utilização de aparelhos celulares é uma das principais causas de mortes no Brasil.

 

Fonte: PNB Online

Foto: Renato Araújo / Agência Brasil


Redacao18 de fevereiro de 2020
prova-gabarito_widelg.jpg

8min00

Diversas instituições de Mato Grosso estão com inscrições abertas para concursos e seletivos. As oportunidades são para todos os níveis de escolaridade e há cargos com salários de até R$ 20 mil. Confira:

Prefeitura de Arenápolis (concurso)

Escolaridade: fundamental e superior

Cargo: Auxiliar de Serviços Gerais, Contabilista/ Contador e Procurador Jurídico Legislativo

Salário: R$ 1.040,00 a R$ 4.800,00

Inscrição: até 6 de março

Site: W2 Auditoria e Consultoria

Taxa: R$ 50,00 a R$ 150,00

Prefeitura de Campo Novo do Parecis (seletivo)

Escolaridade: Superior

Cargo: médico

Salário: R$ 20.468,48

Inscrições: até 21 de fevereiro

Site: presencial

Taxa: não informada

Prefeitura de Campo Novo do Parecis (concurso)

Escolaridade: todas

Cargos: Instrutor de Artesanato; Ajudante de Serviços Gerais; Cozinheira; Instrutor de Informática; Operador de Programas Sociais; Orientador Social; Especialista em Saúde – Psicólogo e Professor.

Salário: R$ 1.397,90 a R$ 4.447,91

Inscrições: 26 de fevereiro até 10 de março

Site: Instituto Nacional de Seleções e Concursos – Selecon.

Taxa: R$ 40, R$ 50 e R$ 70

Prefeitura de Novo Horizonte do Norte (concurso)

Escolaridade: todas

Cargos: Apoio Administrativo Educacional-Merendeira; Apoio Administrativo Educacional- Vigia; Agente Social de Cultura; Agente Social de Esporte e Lazer; Coordenador de Esporte e Lazer; Professor; Professor de Educação Física; Técnico Adm. Educacional; Agente de Serviços Gerais; Cirurgião Dentista; Enfermeiro; Fiscal de vigilância inspeção sanitária; Fisioterapeuta; Farmacêutico Bioquímico; Médico Clínico Geral; Psicólogo; Técnico em Raios-X; Técnico de Enfermagem; Auxiliar de saúde bucal; Assessoria Jurídica; Agente Administrativo; Contador; Controladoria Interna; Fiscal de Tributos; Nutricionista; Recepcionista; Vigilante; Zeladora; Agente Área Instrumental; Eletricista de manutenção; Engenheiro Civil; Gari; Mecânico; Motorista II; Operador de Motoniveladora; Operador de Pá Carregadeira; Operador de Retroescavadeira; Operador de Saneamento; Serviços Gerais; Assistente Social; Monitor de Artesanato; Orientador Social; Engenheiro Agrônomo; Operador de Trator de Pneus; Veterinário e Técnico Agrícola.

Salário: R$ 1.045,00 a R$ 9.000,00

Inscrição: até 13 de março

Site: Método e Soluções

Taxa: não informada

Prefeitura de São José do Rio Claro

Escolaridade: superior

Cargos: professor

Salário: R$ 3.292,08

Inscrições: até 27 de fevereiro

Site: Grupo Atame

Taxa: não informada

Prefeitura de Novo Mundo (concurso)

Escolaridade: todos os níveis

Cargos: advogado, bioquímico/farmacêutico, cirurgião dentista, enfermeiro, engenheiro agrônomo, médico clínico geral, nutricionista, professor, psicólogo, agente administrativo, fiscal de tributos, recepcionista , técnico em enfermagem, merendeira, motorista, auxiliar de serviços gerais, operador de máquinas e zelador.

Salário: até R$ 3.861,71

Inscrições: até 20 de fevereiro

Site: SOS Consultoria

Taxa: entre R$ 50 e R$ 100

Câmara de Campos de Júlio (concurso)

Escolaridade: superior

Cargos: Assessor Jurídico e Controlador Interno

Salário: R$ 3.556,55 e R$ 5.855,89

Inscrição: até 23 de fevereiro

Site: atame.3ef.com.br

Taxa: R$ 120,00

Tribunal de Justiça comarca de Campo Novo do Parecis (seletivo)

Escolaridade: superior

Cargo: juiz leigo

Salário: R$ 3.866,68

Inscrição: até 20 de fevereiro

Site: presencial

Taxa: não informado

Tribunal de Justiça comarca de Canarana

Escolaridade: superior

Cargo: conciliador

Salário: não informado

Inscrição: até 21 de fevereiro

Site: presencial

Taxa: não informado

Fonte: Folhamax


Redacao17 de fevereiro de 2020
artigo-arnaldo.jpg

8min00

Com 66 anos de existência, na condição de município, Barão de Melgaço está a exigir significativas mudanças na administração municipal. Mudanças em relação ao modelo de desenvolvimento e às práticas da gestão municipal, haja vista que nosso município está a demandar uma administração, verdadeiramente, comprometida com seu desenvolvimento econômico e social, o que requer visão de futuro e uma gestão eficiente.

Visão de futuro consiste na prefeitura definir ações administrativas que busquem viabilizar o desenvolvimento econômico, potencializando a exploração adequada do manancial de riquezas existentes em Barão de Melgaço.

Para o desenvolvimento, em sua plenitude, da Agricultura Familiar que cumpre importante papel na economia do nosso município, cabe à prefeitura fazer  gestão junto ao Incra e Intermat, na busca pela regularização fundiária, pois somente assim as famílias terão acesso ao financiamento oferecido pelo Pronaf. Do mesmo modo, a prefeitura precisa interceder para que a Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), preste assistência técnica aos nossos agricultores. Por outro lado, os agricultores e pecuaristas, não podem viver de incertezas, e visando garantir segurança cumpre à Prefeitura providenciar a manutenção permanente das estradas vicinais, que ligam a zona rural à sede do município em Barão de Melgaço, porque assim nossos produtores rurais contarão com condições de escoar seus produtos com tranquilidade.

Visão de futuro representa concretizar um desenvolvimento social que beneficie nossa querida cidade com assistência digna à saúde, educação pública de melhor qualidade, estrutura para a pratica de atividades esportivas e de lazer, saneamento básico com rede de esgoto e água tratada, e asfaltamento das ruas do município de Barão de Melgaço.

E não podemos esquecer do grande potencial de Barão de Melgaço no setor de turismo, apesar do cansaço e descredito resultante das muitas promessas não cumpridas. Contando com localização no Pantanal Mato-grossense, considerado como detentor da maior biodiversidade do mundo, Barão de Melgaço dispõe de uma riqueza natural, dádiva da natureza como poucas regiões do Planeta possuem. E precisamos ter claro que uma coisa é a incompetência, descaso e inoperância dos homens públicos, e que outra são as riquezas do Pantanal e da biodiversidade de Barão de Melgaço, que também é um dos municípios do Vale do Rio Cuiabá, outra fonte de muitas riquezas. Se nossas imensas riquezas no setor de turismo são mal exploradas,  isso é fruto da inexistência de visão e de uma política correta, o que precisa ser urgentemente mudado.

Segundo dados da Organização Mundial de Turismo (OMT), o turismo movimenta US$ 919 bilhões ano (R$ 3,676 trilhões pelo câmbio médio), e deve gerar 120,4 milhões de empregos no mundo e 2,8 milhões no Brasil nos próximos anos, para que se tenha ideia mais precisa da importância do setor para a economia.

Entretanto, na contramão da existência de tantas potencialidades, em Barão de Melgaço o baixo crescimento da população é fator revelador de estagnação econômica, como confirmam os indicadores econômicos.

Nos resultados levantados pelo Estudo “Indicadores das Desigualdades Socioeconômicas de Mato Grosso”, realizado pela Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Barão de Melgaço aparece na 139ª posição entre os 141 municípios do Estado, à frente apenas de Novo Santo Antônio e Campinápolis.

Um total de 42,9% da população do município sobrevive com renda média familiar de 1,5 salário mínimo (R$ 522,50 por pessoa) segundo a pesquisa PNAD/Contínua IBGE, o que somado ao grande número de famílias assistidas pelo Programa Bolsa Família, desenha um quadro social caótico, marcado pela baixa renda e pobreza.

De uma população de 8.564 habitantes (Pnad/Continua IBGE), apenas 5,9% dispõe de empregos com carteiras assinadas, o que corresponde ao reduzido número de 505 pessoas.

As estatísticas demonstram que a Pecuária é relativamente pequena em relação aos municípios de Mato Grosso (160 mil cabeças de gado), Estado que detém o maior rebanho do País, com 30 milhões de cabeças. A indústria praticamente inexiste, sendo responsável por apenas 8% da atividade econômica. Na ponta da cadeia, o comércio e serviços patinam, sobrevivendo as duras penas, sem que os empreendedores de ambos os setores possam investir na expansão de seus negócios.

Contando com imensa extensão territorial de 11.183Km2, parte localizado no Pantanal Mato-grossense, terras agricultáveis, condições climáticas favoráveis, farta água doce de seus rios caudalosos, e um povo ávido por trabalhar, produzir e construir a prosperidade do município, não se justifica mais a situação em que se encontra o nosso querido município de Barão de Melgaço.

Com dedicação, trabalho e compromisso, vamos construir o desenvolvimento econômico e social de Barão de Melgaço, gerando prosperidade e bem-estar para nossa gente, que já está cansada de tanto esperar.

 

 

Por: Arnaldo Dias Gonçalves

 

Arnaldo é presidente da Associação dos Filhos e Amigos de Barão de Melgaço e Pequeno Empresário no setor de Comércio, Turismo e Transporte.


Redacao8 de fevereiro de 2020
20200208_164250.jpg

2min00

Em entrevista ao site RepórterMT, o deputado estadual João Batista (PROS), que é presidente da CPI da Previdência, na Assembleia Legislativa, classifica como desnecessários diversos pontos da reforma, que está sendo feita sobre as novas regras da aposentadoria dos servidores do Estado.

O discurso do governo de que a Previdência nossa quebrou porque hoje temos quantidade maior de servidores inativos do que efetivos

“Essa conversa de que o Estado está aportando recurso que era para a Saúde Pública, Educação, para fazer o pagamento dos aposentados e que hoje o cidadão está vivendo mais, já caiu por terra. Está comprovado que a Previdência está deficitária porque ela foi roubada”, protestou João Batista.

Na entrevista, ele aponta a má gestão e corrupção como causas do déficit de R$ 48 bilhões, segundo o Governo do Estado, sendo de R$ 1,300 bilhão ao mês e afirma que sem combater esses males outra reforma será feita em alguns anos para aumentar ainda mais o desconto nos salários dos servidores e aposentadorias.

O deputado também comenta que há 37 anos atrás uma CPI parlamentar já havia apontado série de irregularidades financeiras na Previdência de Mato Grosso. A CPI busca informações para punir os responsáveis.

 

Fonte: RepórterMT


Redacao8 de fevereiro de 2020
20200208_154312-1.jpg

5min00

Com objetivo de incentivar e estimular a cultura no Estado, o deputado estadual João Batista (Pros), firmou compromisso de destinar recursos através de Emenda Parlamentar, para o ‘Boi Pantaneiro’, (grupo cultural de dança típica do ‘Boi-à-Serra’) de Santo Antônio de Leverger (35 km de Cuiabá).

Na avaliação de João Batista, a cultura em Mato Grosso, precisa receber todo o apoio possível para o seu desenvolvimento. “Sou defensor de todas as tradições culturais, inclusive faço parte do Centro de Tradições Nordestinas no Estado. A dança do Boi-à-Serra é uma tradição cultural muito importante e faz parte da história do município de Santo Antônio. Por isso vamos ajudar no que for possível para incentivar e manter essa tradição folclórica da região. Vamos trabalhar para fomentar a nossa cultura”, ressaltou.

De acordo com Elton Pinho, diretor do grupo Boi Pantaneiro, a dança do Boi-à-Serra, acontece nos festejos do carnaval, mas tradicionalmente, começam a sair pela ruas do município no dia 08 de Dezembro, Dia da Nossa Senhora da Conceição.

“Para montar a estrutura do tradicional do ‘Boi’ utilizamos madeiras, que formam a carcaça, o chitão é um lençol florido, que dá o acabamento final da fantasia. Membros do grupo, os famosos chamadores do boi, tocam: bombo, surdo, caixa, tarol, chocalhos e instrumentos de sopro que acompanham toda a apresentação do Boi-à-Serra”, explicou Elton.

Selma Nunes, que também integra a diretoria do grupo, fez questão de agradecer o apoio e o recurso que deve ser destinado pelo deputado João Batista. Segundo ela, o grupo recebe pouco incentivo por parte da prefeitura de Leverger.

“O Boi Pantaneiro surgiu em 04 de fevereiro de 2017, no bairro Nossa Senhora de Fátima. Hoje contamos com 65 integrantes que levam alegria à população Santo-Antoniense. Agradeço imensamente o apoio por parte do deputado João Batista, pois todo ano ficamos na incerteza sobre os recursos advindos da prefeitura, que não é suficiente para alavancarmos nossa cultura no município”, lamentou Selma.

Na noite desta sexta-feira (07), o Boi Pantaneiro realizou uma apresentação na cidade e segundo informações de Selma, os membros do grupo se emocionaram ao saber que poderão contar com o apoio de João Batista. “Eles ficaram emocionados e agradeceram muito a atitude do deputado em nos ajudar. Nosso grupo se dedica à dança de todo o coração. Desejo que Deus abençoe e retribua a iniciativa do deputado”, concluiu.


Redacao7 de fevereiro de 2020
Foto-Fernanada-Borralho.jpeg

5min00

Acompanhado da sua equipe técnica, o deputado estadual João Batista (Pros), visitou na manhã desta sexta-feira (07), o abrigo dos idosos ‘Lar São Vicente de Paulo’, em Várzea Grande.

Com objetivo de conhecer a realidade em que vive os 65 idosos abrigados na instituição, o parlamentar que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso, conheceu a estrutura da entidade, conversou com os idosos e ressaltou a importância da sociedade ‘abraçar a causa’ da melhor idade. “Com a visita descobrimos a importância do convívio familiar, podemos conhecer melhor a realidade dessas pessoas que tem muito que ensinar e hoje vivem esquecidos. Se cada um de nós fizer um pouquinho que seja, essa realidade muda”, ponderou João Batista.

Sensibilizado com a situação em que se encontra a unidade, que funciona há 35 anos sem fins lucrativos, o deputado fez um compromisso de ajudar a entidade com a destinação de uma Emenda Parlamentar, visando o bem-estar dos acolhidos. “Não podemos definir valores no momento, por isso trouxe minha equipe técnica para que defina a necessidade emergencial do Lar. Após o estudo técnico, será feita a destinação do recurso. Com isso, a entidade poderá comprar os equipamentos necessários que nos foi pedido”, destacou o parlamentar.

Foto: Fernanda Borralho

Na avaliação de João batista, é importante assegurar que a entidade possa receber os recursos, bem como as condições necessárias para garantir um atendimento digno aos idosos. “Instituições que realizam trabalhos sérios e comprometidos com a sociedade, precisam de apoio de toda população, principalmente por atender idosos que carecem de muito carinho e atenção. Durante nossa atuação no legislativo, faremos o que for possível para garantir o bem-estar social do público da melhor idade”, concluiu o deputado.

João Cassim, diretor do Lar São Vicente de Paulo, agradeceu o deputado pelos recursos que devem ser empenhados e pelo comparecimento na instituição. Segundo ele, a visita de João Batista, demonstra o interesse do parlamentar em ajudar a causa.

“Fundada em 1985, a entidade funciona sem fins lucrativos, abriga atualmente 65 idosos, sendo 34 homens e 31 mulheres. Atualmente nossa demanda é grande e só temos 60 vagas, entretanto, hoje estamos abrigando 65 pessoas. Precisamos de muita coisa, mas pedimos ao deputado que nos ajude na aquisição de máquinas de lavar e secar, além de um almoxarifado. Isso ele se comprometeu em ajudar. Sou muito grato a atitude de João Batista, a gente nota que ele não teve segundas intenções em nos ajudar, pois o idoso não tem obrigação eleitoral”, frisou Cassim.

Serviço:

Para interessados em ajudar de alguma forma, o Lar São Vicente de Paulo, entre em contato com a direção da unidade, pelo telefone: (65) 3682-0446. Endereço: Rua: Aquilino Roberto – Jardim Paula I, Várzea Grande – MT, 78138-330.

 

Fonte: Luciene Lins/Gabinete do deputado João Batista

Foto: Fernanda Borralho


Redacao7 de fevereiro de 2020
ten-lara.jpg

2min00

Juvelino da Silva Lara, conhecido como “Tenente Lara o às de Ouro”, militar aposentado, que ganhou fama após ser comentarista do programa Cadeia Neles, da antiga TV Gazeta (atual Vila Real), foi flagrado dirigindo nu pelas ruas do bairro CPA, em Cuiabá.

Um vídeo gravado por populares, que começou a circular nas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (07), mostra o momento em que o tenente passa pela rua dirigindo seu carro. Em determinado momento ele para o veículo e, completamente sem roupa, começa a conversar com várias pessoas – que o cercam o veículo e a brincaram com o militar.

Nas imagens Lara aparece sorrindo e diz “aqui é Uber, novo Uber, olha aqui ó”, nesse momento ele pega no pênis e mostra para as pessoas.

Ninguém prestou queixa contra Lara, porém, é importante lembrar que praticar ato obsceno em lugar público pode culminar em detenção de três meses a um ano, ou multa, segundo o Código Penal.

Veja o vídeo

 

Fonte: Repórter MT


Redacao7 de fevereiro de 2020
1882a703559e047a2ca7878961502029-1.jpg

4min00

Uma mulher, identificada pelas iniciais K.C., de 34 anos, com suspeita de ser a primeira vítima do coronavírus em Mato Grosso, está no isolamento do Hospital Regional de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá), desde a noite desta quinta (6), com sintomas da doença.

Para levá-la ao hospital, equipe do Samu usou uniforme contra contaminação. A paciente está no leito 19 (isolamento). O Governo emitiu nota ao #Rdnews confirmando a suspeita e dando detalhes do estado de saúde dela. “Consciente, Orientada, Respiração Espontânea em Ar Ambiente, passou a noite bem, tosse persistente e sem febre”, diz trecho da nota.

A paciente passa por exames e os resultados ainda não estão prontos, portando o caso não foi confirmado. Equipe médica vai precisar de mais exames, principalmente com infectologista, antes de um diagnóstico mais preciso.

A paciente informou que foi a países da Ásia, onde há casos suspeitos e confirmados, inclusive óbitos, mas não chegou à China, epicentro da epidemia. Quando desembarcou em Mato Grosso, notificou a Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis que conduz os procedimentos.

A Secretaria, até o momento, registrou o caso como Síndrome Respiratória Aguda e também emitiu nota, garantindo que a transferência da paciente de casa ao hospital foi feita dentro das regras contra contaminação dos servidores. “Os profissionais de saúde que fizeram o atendimento seguiram todos os protocolos do Ministério da Saúde e a ambulância utilizada para o transporte passou por processo de esterilização e ficará sem ser utilizada até a próxima segunda-feira (10)”, diz o documento.

Governo está na cidade

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, viaja hoje a Rondonópolis, com esquipe de comunicação, acompanhando o governador Mauro Mendes (DEM). A princípio, para pauta política, tais como a inauguração da revitalização do Anel Viário, visita a escolas, lançamento da obra de uma nova escola e também visita ao Hospital Regional, justamente onde a paciente suspeita está internada.  Ficou de emitir mais detalhes sobre o estado de saúde dela assim que possível.

Epidemia mundial

A escalada de casos do coronavírus na China, se espalhando pelo mundo, levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a decretar emergência internacional. Já são mais de 31 mil casos e centenas de mortes.

O primeiro caso confirmado foi notificado dia 31 de dezembro do ano passado em Wuhan, na China. Um chinês de 61 anos não resistiu e faleceu. No momento, equipe médica à frente do combate à epidemia tenta frear o vírus com medicamentos usados contra malária e ebola. Em curso, tem uma vacina em estudos.

Fonte: RD NEWS

Foto: Circula na internet, na manhã desta sexta-feira (07), esta foto da equipe do Samu que teria atendido à ocorrência. A reportagem ainda não conseguiu confirmar se a foto procede.


Redacao6 de fevereiro de 2020
maxresdefault.jpg

5min00

“Ele me chupou”, disse a menina de 9 anos, em relato à mãe no fim da tarde desta quarta (5), em uma casa na região Central de Várzea Grande, sobre um homem contratado para limpar o quintal de casa.

F.A.N., 44, aproveitou o momento em que a criança estava sozinha em casa, arrombou o portão, invadiu a residência e fez sexo oral nela, passou a mão no órgão genital e ejaculou no corpo da criança.

O crime ocorreu no sábado (1), mas somente veio à tona ontem, quando o homem voltou a rondar a rua como se nada tivesse acontecido e acabou preso pelos moradores e quase foi linchado por eles, se não fosse a Polícia Militar impedi-los.

Durante a confecção da ocorrência, a menina chorava muito. Ela estava com o pescoço todo arranhado.  Mesmo após cinco dias do crime, ainda apresenta várias escoriações pelo corpo e está em estado de choque. Já o agressor não negou o crime, mas também não deu detalhes.

Segundo relatos da mãe, ele foi contratado para limpar o quintal há alguns dias a trás. No sábado, sabendo dos horários em que a mulher não estaria em casa, foi até o local. Como a menina não aceitou abrir o portão, ele forçou a entrada no terreno e invadiu. Ameaçando a vítima de morte, abusou da menina. Ao terminar o ato, ainda disse que caso a menina contasse algo, ele voltaria e mataria ela e a mãe dela.

Vendo que desde sábado o comportamento da menina estava estranho, mas ela não falava nada, a mãe começou a perguntar e descobriu que o homem foi até a casa dela, no momento em que a mesma não estava. Ela falou para filha que já sabia o que tinha acontecido e a criança só chorou.

O homem voltou a rondar a rua e, de acordo com o boletim de ocorrência, a PM, em rondas na rua Pedro Pedrossian, foi acionada pela mãe da menina, que pediu ajuda. Ela relatou que a filha havia sido violentada e que o criminoso estava em fuga pelo bairro.

Junto com a mãe da vítima os policiais saíram em rondas pela região, quando, ao chegar na rua Clovis Huginey, encontraram um aglomerado de pessoas com o suspeito preso. Estava com várias escoriações pelo corpo. F.A.N. foi algemado e encaminhado à Central de Flagrantes.

Com ele havia sete fracos de protetor solar de marca internacional, mas que ele não soube dizer a procedência. Além de uma bicicleta branca, que não foi recebida pela Polícia Civil, devido a uma portaria interna, não explicada no BO.

No momento da confecção do BO, o bandido disse que não sabia o nome dele, nem dos pais e nem a data de nascimento dele, “possivelmente mentindo a identificação”. Entretanto após uma busca, os militares conseguiram descobrir que o homem tem registro de condução até a delegacia, mas não foi revelado por qual crime. O caso será encaminhado à delegacia da Mulher de Várzea Grande.

Fonte: RD NEWS