VÍTIMA RELATA CHANTAGEM

Doze mulheres denunciam jornalista por assédio e perturbação sexual em Cuiabá

justiça jornalista 2

Duas novas denúncias chegaram nas primeiras horas desta quinta-feira (3), na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) em Cuiabá, contra o jornalista Leonardo Heitor Miranda Araújo, 38 anos, ex-assessor de imprensa da Assembleia Legislativa. Ele é acusado de importunar sexualmente e perturbar o sossego de pelo menos 12 mulheres, a maioria jornalistas, de Cuiabá e Várzea Grande. Heitor também é acusado de assediar pelo menos 30 mulheres no Espírito Santo e Brasília.

Uma das vítimas, que preferiu manter a identidade preservada, revelou que viveu longos dias de chantagem feita pelo jornalista, como forma de intimidá-la.

“Nas abordagens, mandava a foto do pênis [exibindo a performance de que seria proprietário de um pênis avantajado de 24 cm]. E quando cheguei a bloquear ele continuava me importunando, utilizando outros números. todo dia recebia um bom dia junto com a foto do pênis. quanto mais eu o xingava, mais ele enviava”, revelou a jornalista.

Procurada, a Polícia Civil disse que as investigações já fora iniciadas e nos próximos dias o suspeito será ouvido. Ele enviou mensagens em alguns grupos de WhatsApp dizendo que se apresentou de forma espontânea na delegacia, porém, ainda não foi ouvido pela delegada que vai conduzir a investigação.

Outros Estados

O jornalista chegou a ser indiciado em Vitória e Vila Velha (ambos no Espírito Santo), onde  morou por um período, por utilizar do mesmo “modus operandis”. Por lá, ele já está com audiências marcadas para novembro deste ano.

Há informações de que ele fez a mesma manobra ‘doentia’ em Brasília, onde também  trabalhou por algum tempo. Um destes perfis usados por ele era de um rapaz que tinha um amigo em comum com o jornalista. O dono das fotos fez um desabafo no seu Facebook, atônito ao descobrir que suas fotos e as características de seu biótipo eram utilizadas indevidamente por Leonardo Heitor para assediar as mulheres. O acusado se apresentava nas fotos como um jovem moreno de corpo musculoso e nas mensagens enviadas dizia ter 24 centímetros de pênis.

A mulher conta que bloqueou o número, mas mesmo assim voltou a ser importunada um ano depois. Segundo a Polícia Civil capixaba, era o mesmo jornalista que passou a usar um chip de Brasília.

Outro lado

Após ser denunciado e exposto o jornalista encaminhou, nesta quarta-feira (2), mensagem para algumas das jornalistas que foram importunadas e para outras que fizeram questionamentos a ele dias antes sobre o assunto. Em trecho da mensagem pede perdão pelos atos cometidos, lembrando que teria perdido tudo na sua vida, após a descoberta de suas importunações sexuais.

Veja a mensagem na íntegra

“Errei em ser inconveniente”

“Errei diversas vezes… Errei em ser inconveniente, em abordar quem não queria ser abordada e com conversas que não deveriam ter sido sequer iniciadas…

Errei também em não me colocar no lugar das pessoas que incomodei… Errei por não imaginar que aquilo não as agradava, tornando-me apenas um inconveniente…

Errei ao expôr a mulher que eu amo e por não ter dado a ela o valor que ela merece… Errei porque não fazia o menor sentido eu ter esse tipo de conversas tendo uma mulher maravilhosa como a que ela é: linda, inteligente, hiper profissional e o principal… Ela gostava de mim…

Sou cheio de defeitos… Sempre fui… Mas nada que eu tenha vivido em meu passado justifica as abordagens que eu fiz, na minha mente, sem maldade, mas que para muitas tornou-se uma forma de assédio…

Não estou aqui para me isentar de culpa… Estou aqui para pedir perdão às pessoas que magoei… Estou aqui para me desculpar com todos que prejudiquei…

Peço perdão a todas, principalmente a mulher que eu amo… Perdão aos meus amigos que frustrei, aos colegas de trabalho, que decepcionei, e além de tudo, as mulheres que entenderam que as assediei…
Nem tudo que foi falado sobre mim condiz com a realidade dos fatos, mas quanto a isso, responderei judicialmente… Mas não cabe a mim fazer juízo neste momento… Cabe a mim, agora, continuar o tratamento que iniciei e recomeçar…

Perdi tudo… Perdi amigos e amigas, a mulher que amo, minha dignidade, meu nome, enquanto profissional, meu emprego e até mesmo minha casa…

O que me resta é pedir perdão a todas essas pessoas…

Eu errei…”

Por Agora MT
Fotos: Reprodução

Jota Jota Nascimento


Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *