SEGURANÇA PÚBLICA

Operação de combate ao crime organizado é deflagrada na PCE

A operação visa desmantelar as facções criminosas que atuam dentro do presídio

Foi deflagrado na madrugada desta terça-feira (13), a Operação Agente Elisson Douglas, na Penitenciaria Central do Estado (PCE),  com a finalidade de combater o crime organizado.

Em nota, adquirida com exclusividade pelo Transparência MT,  o diretor da PCE, agente Agno Ramos, comunica todos os servidores da segurança pública sobre a operação, no qual faz um alerta para que os mesmos redobrem a atenção em relação a sua segurança e a de seus familiares.

Confira:

A operação leva o nome do agente Elison Douglas da Silva, de 37 anos, que foi assassinado na noite de 30 de junho, com mais de 20 tiros. O crime aconteceu no Bairro Tessele Junior, em Lucas do Rio Verde.

De acordo com a Polícia Civil, Elison estava saindo de uma casa quando foi atingido com vários tiros nas costas.

O carro da vítima, um Honda Civic, e a arma dele não foram roubados, o que reforça a suspeita de execução por integrantes de facção criminosa.

De acordo com o delegado que investiga o assassinato, Daniel Nery, a ordem para a execução de Elison teria partido de dentro do presídio, afirmando que a postura adotada pelo agente “incomodava os suspeitos”.

A operação Elison Douglas, na penitenciária Central do Estado, (PCE), segundo informações obtidas pelo Transparência MT na manhã de hoje, uma carta que relata toda a motivação que levou a facção a executar o agente em Lucas do Rio Verde.

Informações preliminares apontam que o deputado estadual João Batista (PROS), que é uma referência da categoria dentro do parlamento, acompanha toda a ação desencadeada na manhã desta terça-feira. Contactado pela equipe de reportagem, João Batista conta que faz questão de acompanhar de perto toda a operação. “Esta ação nada mais é do que uma resposta ao crime organizado instalado em Mato Grosso. A morte do agente Elison Douglas, de forma trágica, serviu como um alerta para que a Segurança Pública tome as devidas providências”. Disse o deputado.

A carta

Uma carta que circula nos veículos de comunicação, originalmente escrita por um integrante da organização criminosa, aponta supostas agressões atribuídas ao agente assassinado e a outro servidor.

“Foi merecido porque homem nenhum pode passa (sic) o que o [nome do preso] passou e ficar de braços cruzados. O agente e o Douglas bateram muito no mano. Chutaram ele demais”, cita trecho da carta.

O agente citado nas declarações já foi ouvido e negou as afirmações apontadas pelos detentos. O servidor apontou que o CDP tem “procedimentos e normas rígidas, que muitos presos não querem obedecer”.

O agente afirmou que apenas segue os procedimentos impostos.

No total três pessoas teriam participado do crime contra Elison, e alguns celulares foram apreendidos para que sejam periciados.

Informações apontam que o agente Elison Douglas, teria uma rixa com um adolescente que foi preso acusado de participar  no assassinato, o agente teria o abordado por diversas vezes e o flagrado portando arma de fogo. O adolescente está  cumprindo a pena no Centro Socioeducativo de Cuiabá, o antigo Pomeri.

Reprodução RDNEWS

Atualizada às 15h44

Ao acompanhar toda a movimentação da operação Elison Douglas, o Site transparência MT obteve acesso a mais informações na tarde desta segunda-feira (13), entre elas , as novas imagens e informações do momento em que acontecia a ação dentro PCE. Segundo informações, devido a falta de energia elétrica na PCE que faz parte da operação, ficou restrita a entrada de advogados e materiais aos reeducandos.

Em nota a presidente em substituição Jacira Maria da costa, relata que a operação tem como foco diminuir as regalias dentro dos presídios e restringir a quantidade de produtos dentro das unidades prisionais, ou seja, a quantidade de materiais em excesso que gera superlotação no ambiente. “Precisamos diminuir os excessos, mas respeitaremos os direitos deles”, afirmou.

Reprodução

 

Direto por Jota Jota
Fotos: Reprodução/ RDNEWS

Jota Jota Nascimento


Anúncio

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *